Capa da Página Lisca assume responsabilidade por má pontaria do América e garante mudanças: Vamos mexer - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 22º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

Lisca assume responsabilidade por má pontaria do América e garante mudanças: 'Vamos mexer

05/10/2020 às 09:03h

Facebook

Depois de mais um empate sem gols pela Série B do Campeonato Brasileiro, o terceiro em sequência, o técnico Lisca assumiu a responsabilidade pela má pontaria do América na competição. Com o resultado de 0 a 0 contra o Guarani, neste sábado, no Independência, pela 13ª rodada da competição, o treinador garantiu que fará mudanças no time.

“A responsabilidade é toda do treinador. Estamos tentando de todas as maneiras, oportunizando os jogadores, mudando o sistema, característica, mas não estou encontrando a solução para sermos realmente eficazes no ataque, porque efetivos estamos sendo. Não posso reclamar da entrega dos jogadores, do poder de criação, da variação de jogadas, da variação de jogadores que tiveram oportunidades [...] Hoje faltou competência em transformar situações que tivemos em gols”, avaliou Lisca.

Desde que venceu a Ponte Preta por 3 a 1 e avançou às oitavas de final da Copa do Brasil, o Coelho tem tido muita dificuldade em balançar as redes. De lá para cá foram três partidas e três 0 a 0, todos pela Série B: Chapecoense, na Arena Condá; CRB, no Rei Pelé; e Guarani, no Horto.

Entretanto, a má pontaria não é consequência da falta de criatividade do sistema ofensivo americano. Contra a Chape foram 16 finalizações, onde apenas três delas acertaram o gol. Depois, contra o Galo de Campina, mais 14 arremates, dois deles certos. Neste sábado, diante do Bugre, outras 21 conclusões, cinco na meta do goleiro Gabriel Mesquita. Assim, o aproveitamento dos últimos três jogos é de apenas 19,6%.

Apesar de ocupar a quinta posição, com 20 pontos, o América tem o pior ataque da Segundona empatado com outros cinco times (Chapecoense, Botafogo-SP, Figueirense, Brasil-RS e Oeste-SP). Por conta do mau aproveitamento nas finalizações, o comandante técnico alviverde pretende fazer mudanças no time.

“A responsabilidade é minha, realmente é, mas agora é das consequências e das soluções que vamos buscar, porque nós vamos mexer. Não pode o América, com o investimento que tem, com o grupo que tem, ser o 16º ataque da competição. Realmente é um ponto que está muito negativo e a cobrança interna vai ser muito forte, pode ter certeza”, afirmou.

Preocupado com o rendimento da equipe e com as competições que o América ainda disputa na temporada, Lisca disse que vai aproveitar os dois dias que tem antes do próximo compromisso, na terça-feira, às 19h15, contra o Vitória, no Barradão, para aprimorar as finalizações.

“Nós temos pouco tempo de treinamento, principalmente para trabalhar o fundamento de finalização, que é talvez o que mais exige dos grupos musculares e o intervalo é muito pouco. Mesmo assim, conseguimos, essa semana, fazer algumas movimentações ofensivas sincronizadas, trabalhar em algumas situações de definição, não com tanta intensidade como gostaríamos, e com tanta repetição, mas a nível de assimilação e cognitivo conseguimos. Tivemos três dias agora, que é ouro para a gente, principalmente na quinta, conseguimos dar uma passada nessa fundamentação da equipe. É continuar insistindo, trabalhando, dando confiança aos jogadores e buscando as melhores soluções”, concluiu o treinador.

Fonte: Super Esportes

Foto: Mourão Panda/América

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: