Capa da Página Pelo Atlético, Sampaoli pode voltar a ser campeão após cinco anos - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 23º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Pelo Atlético, Sampaoli pode voltar a ser campeão após cinco anos

29/08/2020 às 08:00h

Facebook

Em 4 de julho de 2015, o técnico Jorge Sampaoli fez história ao levar a Seleção Chilena à conquista inédita da Copa América. Naquela decisão no Estádio Nacional do Chile, em Santiago, o time de Bravo, Vidal, Vargas e Alexis Sánchez derrotou nos pênaltis a estrelada Argentina de Messi, Agüero, Higuaín e Di María, após empate sem gols no tempo regulamentar. A conquista continental, porém, foi seguida de um longo período de 'seca' do treinador, que, mais de cinco anos depois, não levantou outras taças. Mas tudo pode mudar neste fim de semana, quando o Atlético do argentino decide o Campeonato Mineiro com o Tombense.

No jogo de ida da final estadual, o time alvinegro fez valer o favoritismo e venceu por 2 a 1, no Mineirão, nessa quarta-feira. Por isso, pode até empatar o duelo decisivo que, ainda assim, ficará com o troféu. As equipes voltam a se enfrentar neste domingo, a partir das 16h, no mesmo estádio da primeira partida.

Será a chance de Sampaoli novamente conciliar a conquista de taças com o futebol ofensivo, que o fez aparecer no cenário internacional com a Universidad de Chile, no início da década. Depois daquela conquista pela Seleção Chilena, o experiente treinador de 60 anos dirigiu Sevilla, Seleção Argentina e Santos antes de chegar ao Atlético.

À frente dessas equipes, participou de competições como Copa do Mundo, Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões, Copa do Rei, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, Campeonato Paulista, Supercopa Europeia e Supercopa da Espanha, mas não conseguiu conquistas.

Em 2019, o argentino foi contratado pelo Santos. À frente da equipe da Vila Belmiro, sofreu eliminações no Estadual, na Sul-Americana e na Copa do Brasil. Fez ótima campanha no Campeonato Brasileiro, mas foi ofuscado pelo campeão Flamengo e ficou com a segunda colocação.

Assumiu o Atlético em 1º de março, com duas competições em disputa em 2020: o Campeonato Mineiro e o Brasileirão. Na competição nacional, o time alvinegro ocupa atualmente a quarta colocação, com nove pontos - três a menos que o líder Internacional. Na estadual, está próximo da primeira taça no Brasil.

“É uma alegria. Vim a este país para tentar marcar um rumo de jogo, a partir do ataque, buscando que o Brasil me dê a possibilidade, com os bons jogadores que há aqui, de encontrar uma filosofia diferente. Ganhar um título, para mim, seria um grande orgulho”, afirmou.

Fonte: Super Esportes

Foto: Claudio Reyes/AFP

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: