Capa da Página Por manutenção de elenco e chegada de novas peças, Sette Câmara quer Atlético com 100 mil sócios - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Por manutenção de elenco e chegada de novas peças, Sette Câmara quer Atlético com 100 mil sócios

03/10/2020 às 08:30h

Facebook

O presidente Sérgio Sette Câmara acredita que a torcida do Atlético pode ter papel fundamental para a sequência da equipe no Campeonato Brasileiro. Mas o apoio da massa não será nas arquibancadas, e sim, ajudando o clube a se manter financeiramente saudável. Na última quarta-feira, o Galo chegou a 47 mil sócios. Para o mandatário, o número ainda é baixo e o objetivo é ousado: 100 mil.
 
Sette Câmara acredita que a torcida do Atlético pode alcançar essa marca. De acordo com o presidente, esse número de sócios poderia ajudar o Galo a manter o elenco e fechar as contratações pedidas por Sampaoli para a equipe se manter na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.
 
“Uma torcida que tem capacidade de comprar 100 mil camisas em uma semana, também pode ter 100 mil sócios, ou mais. É mais que um desafio, é uma necessidade. A torcida do Atlético, quando quer uma coisa, ninguém segura. Acabamos de vender, em 92 horas, mais dez mil camisas do Manto da Massa. A torcida do Atlético é apaixonada, ela abraça o time nos momentos de dificuldade. Às vezes falta uma comunicação direta com ela para dizer: ‘Nós contamos com vocês agora. É importante para o momento do clube. Crescer os sócios e chegar a 100 mil sócios nos dá condição de manter esse elenco e de buscar reposição de mais um ou dois jogadores para que a gente esteja realmente forte para brigar pelo título’”, disse o presidente, em entrevista à Rádio 98.
 
Nesta sexta-feira, o presidente prometeu pagar a folha salarial de agosto, que deveria ter sido quitada no início de setembro. Sette Câmara acredita que a ajuda do torcedor pode ser crucial para a diminuição das pendências neste ano atípico.
 
“A torcida tem que nos ajudar. A gente vive um momento de muitas dificuldades financeiras. O torcedor cobra salário em dias e reforços. É importante que ele se sensibilize, faça um esforço, eu sei que não está fácil para ninguém, para fazer o sócio-torcedor, trazendo um amigo também”.
 
E o sócio atleticano terá prioridades em relação aos não-sócios, assim como aconteceu na venda do ‘Manto da Massa’, comercializado em preço menor para quem tem o Galo na Veia.
 
“Após esse momento de pandemia, os torcedores que estão nos ajudando vão ter prioridade em tudo: aquisição de cadeiras, ingressos, visitação nas obras da Arena MRV, visitação no CT quando for liberado e tiver as vacinas. Estamos preparando uma série de benefícios para esses torcedores que estão nos ajudando neste momento de muita dificuldade”, concluiu.

Fonte: Super Esportes

Foto: Pedro Souza/Atlético

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: