Capa da Página Presidente do América reforça busca por competitividade com projeto de clube-empresa: É preciso dar um passo diferente - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

Presidente do América reforça busca por competitividade com projeto de clube-empresa: 'É preciso dar um passo diferente'

20/07/2020 às 10:07h

Facebook

O América mantém planos de se tornar um clube-empresa visando o ganho esportivo em longo prazo. Em entrevista à Rádio Grenal, o presidente Marcus Salum reforçou a busca por maior competitividade aliada a chegada de um investidor.
 
“O América já bateu no teto dele, que é ser altamente competitivo na Série B, mas não vai passar disso. É preciso dar um passo diferente. Trazer um sócio-investidor, montar uma empresa do futebol do América. Não uma aventura ou venda de patrimônio, nada disso. Uma empresa onde o investidor teria retorno no futebol se ele investisse no América. Nós contratamos a Ernst & Young, que está trabalhando para nós na governança e captação desse recurso. Nós estamos em fase final para ir ao mercado e tentar trazer esse investidor”, disse.
 
Em 2019, o América contabilizou receita líquida de R$ 30,8 milhões - quantia inferior aos R$ 56,6 milhões arrecadados pelo clube no ano anterior, quando estava na Série A. Segundo Salum, o limite orçamentário é uma das grandes dificuldades enfrentadas para se manter competitivo na elite do futebol nacional.
 
“Nós temos um limite de orçamento que não nos permite ser competitivo na série A, se eu ainda tivesse uma torcida muito grande, quando eu chego na série A, ela me ajuda a ter mais receita, não o suficiente, mas diminui a diferença do orçamento de clube da B que sobe para um clube da A, que tem orçamento de R$ 200 milhões, R$ 300 milhões, no mínimo. O nosso orçamento bate em um número que é, no máximo, de R$ 100 milhões. Isso é muito pouco, porque você sobe, é preciso investir em jogadores, tem passivo e uma série de coisas”, completou.
 
Em 2020, a diretoria alviverde calculou previsão orçamentária de R$ 37 milhões. Porém, esse valor foi afetado também em função da pandemia do novo coronavírus. O clube prevê perda de até 30% do orçamento.
 
Além da transformação em clube-empresa, o ‘Planeta América’ também faz parte do processo de modernização do Coelho. Ao final das obras, espera-se viabilizar um espaço que comporte o elenco principal, as categorias de base e também o time feminino com conforto, comodidade e segurança.

Fonte: Super Esportes

Foto: Estevão Germano/América

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: