Capa da Página Ronaldinho Gaúcho reitera desejo por jogo de despedida pelo Atlético: Sou muito cobrado por isso - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Ronaldinho Gaúcho reitera desejo por jogo de despedida pelo Atlético: 'Sou muito cobrado por isso'

25/09/2020 às 08:30h

Facebook

Se depender da vontade de Ronaldinho Gaúcho, a partida de despedida do craque pelo Atlético vai acontecer.

Durante evento realizado pela seguradora Auto Truck e pela rádio 98FM nesta quinta-feira (24), no Mineirão, o ex-jogador reiterou o desejo de fazer uma última exibição pelo Galo.

"Ainda tenho essa vontade. Sou muito cobrado pra ter esse jogo de despedida. Não sei que tipo de sentimento que vai ter (essa partida), mas eu sei que vai chegar, um dia vamos fazer". completou R10.

Ronaldinho e o Atlético vem costurando um acordo para o jogo de despedida do Astro pelo Galo há mais de um ano.

Em março, as partes chegaram perto de anunciar o evento, que seria realizado no dia 18 de julho, no Gigante da Pampulha, com a realização do duelo entre Amigos do R10 e Seleção do Galo, e shows de sertanejo e pagode.

Entretanto, a pandemia de coronavírus, e a prisão de Ronaldinho no Paraguai, interromperam os planos para a partida de exibição.

Mesmo com o adiamento dos planos, a vinda de R10 a Belo Horizonte,com direito a uma visita às obras da Arena MRV também nesta quinta, mostra que a relação entre o Galo e o ex-jogador segue forte.

Idolatria

Ronaldinho Gaúcho é um dos grandes heróis da história do Atlético e um dos principais responsáveis em recolocar o Galo no mapa das grandes conquistas. Em meados de 2012, chegou discreto, bem no jeitinho mineiro de ser, à Cidade do Galo, sendo apresentado como reforço da Era Alexandre Kalil em 4 de junho daquele ano.

Dali em diante, mostrou ao Brasil e ao mundo seu repertório de mágicas, desde gols antológicos – entre eles aquele de placa no empate em 2 a 2 com o Cruzeiro, em que arrancou antes do meio de campo, foi fazendo fila e finalizou a pintura com um toque seco no canto esquerdo do goleiro Fábio –, a episódios em que incorporou o espírito da raça alvinegra, institucionalizando o “Aqui é Galo”, na vitória por 2 a 1 em cima do São Paulo, nas oitavas da Libertadores de 2013.

De 49, voltou a reinar com a 10 em 2013, ao abocanhar a Liberta e também o Mineiro, em que anotou o tento do título sobre os celestes, no Mineirão.

O Gigante da Pampulha se transformou no ‘Salão de Festas’ do craque e também recebeu o último jogo do camisa 10 pelo Galo, em 23 de julho, dia em que celebrou o título da Recopa Sul-Americana, contra o Lanús, quase um ano depois do título da Libertadores.

Se o Mineirão traz boas recordações, imagine o Independência, onde o Bruxo nunca perdeu com a camisa atleticana. Em 40 duelos, foram 27 vitórias e 13 empates, fazendo jus ao lema “Caiu no Horto, tá morto!”. No retrospecto geral, o meia computa 88 embates e 28 gols pelo clube.

Cidadão Honorário de Belo Horizonte, R10 recebeu outras várias homenagens, assim como homenageou a Massa com títulos e provas de amor eterno, como ele próprio fazia questão de ressaltar.

"Eu não tenho a noção do amor que eles (torcedores) têm por mim, e eles não tem a noção do amo que  e minha família temos pelo clube', disse Ronaldinho no evento desta quinta, no Mineirão.

Fonte: Hoje em Dia

Foto: Reprodução/98FM /

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: