Capa da Página Time disciplinado, comissão técnica pilhada: a marca do Atlético na Série A do Brasileiro até agora - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 20º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

ATLÉTICO MG

Time disciplinado, comissão técnica pilhada: a marca do Atlético na Série A do Brasileiro até agora

22/09/2020 às 09:27h

Facebook

A pilha de Jorge Sampaoli e sua comissão técnica, no banco de reservas do Atlético, não invade as quatro linhas. E este é um mérito dos jogadores atleticanos, pois ano passado, no Santos, o número de cartões, após as dez primeiras partidas pelo Brasileirão, foi quase três vezes maior.

O Galo só não é o time com menos amarelos nesta Série A, que ele lidera de forma isolada, justamente por causa da sua comissão técnica. Em dez partidas, o clube teve 12 advertências de atletas. Há ainda a expulsão direta de Rafael contra o Santos, contestada por muita gente, principalmente Sampaoli.

A classificação do Brasileirão, no site da CBF, mostra, na nona e décima colunas, o número de cartões amarelos e vermelhos recebidos por cada equipe. Isso porque a disciplina é critério de desempate.

Apesar de os jogadores do Atlético terem recebido 12 amarelos, o clube soma 16 na tabela da CBF, pois quatro foram mostrados à sua comissão técnica, sendo três para Jorge Sampaoli e um para Pablo Fernandez, preparador físico, que também recebeu um dos dois vermelhos creditados ao Galo na classificação.

O Atlético-GO tem 14 amarelos, o menor número, mas todos eles mostrados a seus atletas. Nos vermelhos, São Paulo, Botafogo e Athletico-PR ainda não tiveram jogador expulso; e Internacional, Palmeiras e Flamengo, apenas um.

Comparação

O jogo do último sábado (19), contra o Atlético-GO, foi o quarto neste Campeonato Brasileiro em que o Galo saiu de campo sem receber cartões.

Mas o que impressiona mesmo é a comparação com o Santos de 2019, primeiro time comandado por Jorge Sampaoli no país.

Nas primeiras dez partias pela Série A do ano passado, os jogadores do Peixe já tinham recebido 31 cartões amarelos, sendo que seis deles (Alison, Diego Pituca, Lucas Veríssimo, Derlis González, Soteldo e Gustavo Henrique) já acumulavam três ou mais advertências. Foi um vermelho.

No mesmo universo, no Atlético, são 12 amarelos e apenas Jair acumulou três nos dez primeiros jogos. E Rafael foi expulso.

A dúvida que os números deixam, pelo fato de o Galo ter a pior defesa do G-4, é se o time não está deixando de “matar” as jogadas de perigo do adversário ou se é o próprio Sampaoli que pede para que isso não aconteça.

Fonte: Hoje em Dia

Foto: Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: