Capa da Página Comerciantes cobram a retomada do varejo de Pará de Minas devido ao sufoco financeiro - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 26º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

02/04/2020 às 07:58h

Comerciantes cobram a retomada do varejo de Pará de Minas devido ao sufoco financeiro

Facebook

O comércio quer e precisa reabrir as portas. Essa necessidade tem levado grande número de comerciantes a recorrer à Ascipam e à CDL Pará de Minas em busca de ajuda para o restabelecimento das atividades. O sufoco financeiro dos lojistas vai aumentando na medida em que avança a quarentena de prevenção ao coronavírus, em vigência por decreto estadual desde 23 de março.

A pressão financeira é tão grande, diante do vencimento de boletos, salários e outras despesas, que um grupo de empresários se reuniu na sede da Ascipam, na manhã dessa quarta-feira (1º), defendendo o retorno das atividades o quanto antes. O encontro atraiu comerciantes de diferentes ramos, todos com bastante experiência no varejo.

O principal questionamento deles diz respeito às restrições de funcionamento. Por que o comércio não pode abrir, se a indústria mantém suas atividades normais? Por que o comércio está fechado se supermercados, padarias e similares estão abertos? Por que o comércio não pode trabalhar se as pessoas continuam nas ruas, mesmo que em volume menor?

Os lojistas reconhecem que nesse momento de crise, em que a saúde deve estar em primeiro lugar, não se pode ignorar o vírus. Mas se a economia desandar de vez vai proporcionar um colapso maior que a própria doença. Segundo Marcílio Lopes, comerciante em Pará de Minas, de braços cruzados ninguém mais pode ficar:

Clique e ouça Marcílio Lopes

Já para o comerciante Renato Soares Aguiar, é preciso um plano de contingência para retomada do trabalho sem aglomeração e com respeito às normas constantes no decreto estadual:

Clique e ouça Renato Soares

O presidente da Câmara de Pará de Minas, Marcílio Magela de Souza (MDB), ficou sensibilizado com os depoimentos ouvidos e se comprometeu a reforçar o apelo ao prefeito Elias Diniz (PSD), para que ele libere a reabertura das lojas com sistema especial de funcionamento:

Clique e ouça Marcílio Magela

Atendendo a inúmeras solicitações, Ascipam e CDL vão estruturar um projeto de restabelecimento das atividades varejistas para ser apresentado à Prefeitura e ao Comitê de Prevenção ao Coronavírus.

Segundo o dirigente da CDL, Nilton Ferreira de Oliveira (Miltinho), o momento exige bom senso, respeito ao próximo e acima de tudo, fôlego para quem gera empregos e está quase morrendo asfixiado:

Clique e ouça Mílton Ferreira

O documento será entregue o mais rápido possível ao prefeito Elias Diniz, para que ele estude e defina medidas sobre a reabertura do comércio. No último decreto publicado pelo chefe do executivo, ele deixou claro que seguirá as determinações do governador de Minas, Romeu Zema (NOVO).

Por JC Notícias

Foto Ascipam


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: