Capa da Página Ex-presidente do Anjos do Asfalto esclarece saída do grupo de resgate e agradece pará-minenses pelo apoio nos últimos anos - - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 32º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

03/03/2021 às 08:24h

Ex-presidente do Anjos do Asfalto esclarece saída do grupo de resgate e agradece pará-minenses pelo apoio nos últimos anos

Facebook
Há vários anos, o Grupo de Resgate Anjos do Asfalto presta um importante serviço voluntário a população de Pará de Minas e cidades vizinhas. Os socorristas são treinados para atender desde vítimas de mal súbito até acidentes de trânsito na região. A entidade que não recebe recursos do poder público e nem da iniciativa privada para manter os atendimentos, se mantém através de doação de populares e empresários.

A história do Anjos do Asfalto começou em 2004, em Belo Horizonte, e somente 10 anos depois chegou a Pará de Minas, através de seu fundador na cidade Patafufa, Marcus Campolina, que ficou como presidente da entidade por mais de 6 anos. Junto aos demais socorristas voluntários que passaram pelo grupo de resgate, ele realizou grandes trabalhos, ajudando e sendo ajudado.

No fim de 2020, após mais de 3 mil atendimentos em Pará de Minas e região, Marcus Campolina teve que se afastar do Anjos do Asfalto por questões de saúde e uma nova diretoria foi constituída para a entidade, como ele mesmo confirma ao JC Notícias. O ex-presidente do grupo de resgate agradece a todos que prestaram o serviço junto a ele, a população que confiou e as pessoas que o ajudaram nos últimos anos:

Clique e ouça Marcus Campolina

Marcus Campolina admite que não é fácil se afastar de um serviço que ele tanto gosta e representou durante vários anos, porém, o afastamento está sendo importante para recuperação de sua saúde:

Clique e ouça Marcus Campolina

Como dito por Marcus Campolina, o atual presidente do Anjos do Asfalto é o socorrista Luiz Eduardo, que recentemente deu entrevista ao JC Notícias, falando sobre o início de seus trabalhos na entidade. Lembrando que para acionar o grupo de resgate, basta ligar no (37) 99914-0015.

Por Sérgio Viana

Fotos: Arquivo Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: