Capa da Página Tragédia de Brumadinho completa mil dias e pará-minense relata a situação atual - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

25/10/2021 às 07:53h

Tragédia de Brumadinho completa mil dias e pará-minense relata a situação atual

Facebook

No último dia 22, o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), completou mil dias. Não há previsão para que a maior operação de buscas do país chegue ao fim e sem que os responsáveis pelo desastre tenham sido punidos.

Em quase 2 anos e 8 meses, 262 vítimas foram encontradas e identificadas. Mas, oito famílias seguem vivendo, dia após dia, o sofrimento da espera pela localização dos corpos. Para essas pessoas, mesmo o calendário apontando o correr dos dias, o relógio parece ter parado às 12h28 da última sexta-feira do mês de janeiro de 2019, momento em que a estrutura da barragem B1 ruiu na mina do Córrego do Feijão.

Em Pará de Minas, 22 Bombeiros ajudaram nas buscas das vítimas. Em entrevista ao Jornal da Cidade, Soldado Thais Pelegrine do corpo de Bombeiros de Pará de Minas, que esteve entre os militares que ajudaram nas buscas e conta como foi sua experiência:

Clique e ouça Thais Pelegrine

Soldado Thais explica que para maior agilidade nos trabalhos, os militares estão implantando maquinários modernos para auxiliar nas buscas:

Clique e ouça Thais Pelegrine

A militar ainda ressalta os riscos que os agentes têm que enfrentar pra continuar nas buscas:

Clique e ouça Thais Pelegrine

Desde janeiro de 2019, mais de 4,1 mil militares de Minas Gerais atuaram em Brumadinho, o que corresponde a cerca de 70% do efetivo do Corpo de Bombeiros no estado. A cada semana, atualmente, entre 50 e 60 militares chegam à Base Bravo, mas esse número já chegou a centenas e contou com reforço de bombeiros de 15 estados e do Distrito Federal.

Por: Kelvin Fernandes

Fotos: Corpo de Bombeiros / Thais Pelegrine


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: