Capa da Página PC realiza prisão de suspeito de furtos milionários: investigações começaram após arrombamento de casa em Conceição do Pará - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

24/05/2022 às 07:52h

PC realiza prisão de suspeito de furtos milionários: investigações começaram após arrombamento de casa em Conceição do Pará

Facebook

Um homem de 56 anos, conhecido nacionalmente pela prática de furtos em residências de luxo, foi preso, no último domingo (22), em Brasília (DF), em ação conjunta entre a Polícia Civil de Minas Gerais do Distrito Federal. O suspeito, que possui quase trinta indiciamentos por crimes contra o patrimônio, apenas na capital federal, cometia furtos em casas de luxo por todo o país.

As investigações tiveram início há cerca de um mês, logo após o arrombamento de uma residência de alto padrão no município de Conceição do Pará, distante 44 quilômetros de Pará de Minas. Na ocasião, o investigado, aproveitando-se da ausência de moradores no imóvel, arrombou o local e furtou diversos bens de valores próximos a R$ 100 mil, fugindo logo em seguida em um veículo que o aguardava.

A PC instaurou inquérito policial e deu início aos trabalhos investigativos. No curso das investigações, uma equipe de Pitangui apurou que o suspeito do crime seria o homem conhecido nacionalmente como “O arrombador de casas de luxo”.

Ainda durante as investigações, a PCMG tomou conhecimento de que o homem estava residindo em Brasília. De posse dessas informações, foi solicitado um mandado de prisão preventiva, cumprido no domingo, após operação conjunta.

Com o investigado, os policiais civis apreenderam R$2.950 em dinheiro, 21 folhas de cheque no valor aproximado de R$120 mil, quatro notas promissórias de quase R$ 4 milhões, um óculos de grife, 248 joias, entre colares, anéis, brincos, braceletes, pulseiras, além de cinco relógios de grife e 56 semijoias diversas.

O homem foi encaminhado ao sistema prisional em Brasília e deverá, posteriormente, ser transferido para uma penitenciária em Minas Gerais. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos.

Por JC Notícias

Foto: PCMG


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: