Capa da Página Mais de 440 mil jovens entre 15 e 18 anos tiraram título de eleitor em março, diz Fachin - Política - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 16º MIN 26º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Política

06/04/2022 às 08:39h

Mais de 440 mil jovens entre 15 e 18 anos tiraram título de eleitor em março, diz Fachin

Facebook

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Edson Fachin, afirmou nesta terça-feira (5) que 445.553 jovens com idade entre 15 e 18 anos emitiram o seu título de eleitor no mês de março. Ainda, segundo o ministro, em fevereiro, foram registrados 349.160 novos eleitores nesta faixa etária.

Os dados foram apresentados por Fachin aos demais integrantes da Corte Eleitoral no início da sessão desta terça-feira (5). O ministro lembrou que, entre os dias 14 e 18 do mês passado, o tribunal promoveu a Semana do Jovem Eleitor de 2022, uma ação de comunicação com apoio dos 27 tribunais regionais eleitorais para tratar da importância do primeiro voto.

Para Fachin, a iniciativa foi um "sucesso", sendo que, no período, foram emitidos mais de 90 mil jovens emitiram o primeiro título eleitoral. Em janeiro deste ano, o número de novos títulos concedidos alcançou 349.768.

Podem votar nas eleições deste ano todos os jovens que tenham pelo menos 16 anos no dia da eleição (2 de outubro). O prazo para tirar o título é 4 de maio.

"Lembro que falta um mês para o fechamento do cadastro eleitoral para 2022. Há tempo, ainda é tempo de obter o título e fazer a diferença no dia 2 de outubro”, afirmou Fachin.

O ministro pontuou o fato de que a busca pelo título de eleitor foi maior entre jovens de 17 anos. Para esta faixa etária, 158.947 novos documentos foram concedidos em março.

O ministro ressaltou que esses eleitores "não têm a obrigação constitucional de votar, mas optaram, de modo elogiável, por participar da vida política do país por meio da escolha de candidatas e candidatos que os representarão pelos próximos anos".

Fachin destacou o apoio espontâneo que a Justiça Eleitoral recebeu de partidos políticos, da sociedade civil organizada, imprensa, clubes de futebol, jogadores, influenciadores e artistas que participaram do tuitaço que incentivou jovens a tirar o título. O tuitaço, segundo o TSE, alcançou mais de 88 milhões de pessoas no Brasil.

Os demais ministros da Corte Eleitoral saudaram os dados apresentados pelo presidente. O ministro Alexandre de Moraes, que vai presidir o tribunal durante as eleições deste ano, elogiou a iniciativa.

“Um incremento de quase 28% em relação a fevereiro. Mostrando que o jovem eleitor, maior de 16 anos, que já tem possibilidade de tirar seu título de eleitor, precisava realmente ser chamado. Esse é um chamamento à cidadania para que possam decidir as próximas eleições, assim como os demais”, declarou Moraes.

Fonte: g1

Foto: Rádio Espacial FM

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: