Capa da Página Montanão: Chevrolet anuncia nova picape que irá enfrentar Fiat Toro - Veículos - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 11º MIN 26º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Veículos

11/05/2021 às 08:13h

'Montanão': Chevrolet anuncia nova picape que irá enfrentar Fiat Toro

Facebook

A General Motors acaba de anunciar o desenvolvimento de uma nova picape. Segundo o grupo norte-americano, serão investidos R$ 10 bilhões na centenária fábrica de São Caetano do Sul (SP), que também passará por uma reforma geral para se adequar ao conceito de Indústria 4.0.

A gigante de Detroit não dá detalhes sobre o carro, mas basta somar dois mais dois para saber de que se trata de uma sucessora para a Montana. Isso porque a veterana já está prestes a completar 11 anos de mercado e seus números de emplacamentos se tornaram pífios.

De  janeiro a abril foram licenciados apenas 1.223 unidades, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Para se ter uma ideia, a Fiat Strada, que é o líder de vendas em 2021, já acumula 41.450 emplacamentos.

Outro argumento que indica que se trata de uma nova Montana, está no próprio comunicado da GM. "A picape está neste momento em fase de desenvolvimento e será o próximo integrante da nova família de veículos globais da Chevrolet, já composta pelas atuais gerações de Onix, Onix Plus e Tracker - todos referência em suas respectivas categorias", explica o comunicado à imprensa.

Efeito Toro

No entanto, o presidente da GM para América do Sul, Carlos Zarlenga, afirma que não se trata apenas de uma nova Montana. "O modelo chegará para complementar a linha de picapes Chevrolet, além disso, vai estrear um conceito completamente inovador para a marca no segmento de veículos utilitários".

Fato é que circulam rumores de que a nova picape vai atuar num segmento superior ao da atual geração. Seria uma espécie de Fiat Toro com cara de Tracker. Inclusive poderia aproveitar o motor 1.2 turbo de 133 cv, que atualmente só equipa a versão mais sofisticada do SUV.

E faz todo sentido, com as novas exigências de emissões e segurança, desenvolver um modelo de baixo custo que não paga a conta. A GM vive isso com o Onix, que se sofisticou e tem margem magra. Assim, para ser capaz de amortizar os custos das novas obrigatoriedades legais, ela terá que apostar num modelo de tíquete mais alto. Hoje a Toro parte de R$ 115 mil e chega a quase R$ 200 mil na opção mais cara.

Trata-se de uma faixa de preços, inclusive, que a GM não opera. A Montana é vendida em versão única partindo de R$ 78 mil. Já a S10 inicia em R$ 191 mil. Daí a GM tem um “buraco” de mais de R$ 100 mil que não é preenchido e que a concorrente italiana se lambuza.

Assim, ele deverá seguir o mesmo conceito da esperada Volkswagen Tarok, que foi apresentada no Salão de São Paulo de 2018, com jeitão de carro finalizado, mas até hoje não saiu da fase conceitual.

Resta saber agora, quem chega primeiro, a Toro da GM, ou a da VW.

Fonte: Hoje em Dia

Foto: Marcelo Jabulas /

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: