Capa da Página Justiça determina que piloto filmado agredindo a namorada seja solto - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 9º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

16/07/2019 às 09:00h

Justiça determina que piloto filmado agredindo a namorada seja solto

Facebook

A Justiça determinou nesta segunda-feira (15) que o piloto de avião Victor Augusto do Amaral Junqueira, de 25 anos, que foi filmado agredindo a então namorada, a advogada Luciana Sinzimbra, seja solto. Ele foi preso em Anápolis após descumprir medidas protetivas.

O advogado Demóstenes Torres, que integra a defesa, disse que foi “atendido o pedido de soltura com adoção de medidas cautelares que resguardem a vítima”.

Victor Augusto foi preso no dia 6 de junho, em Anápolis, após desrespeitar medidas protetivas que o obrigavam a não se aproximar de Luciana. Na decisão que determinou a prisão do piloto, consta que a Central de Monitoração Eletrônica comunicou à Justiça que em maio “o acusado cometeu doze violações de área de exclusão e duas violações de fim de bateria”. Porém, a defesa diz que essas violações foram acidentais.

O advogado de Luciana Sinzimbra, Eduardo Nascimento de Moura, que está atuando no processo como assistente de acusação, disse que a decisão da juíza foi acertada.

“Entendemos que foi a melhor decisão. A assistência de acusação recebe [a decisão] de forma tranquila, inclusive porque se manifestou favorável à liberdade provisória do acusado, desde que observados as medidas protetivas estabelecidas”, afirmou.

Segundo eles, as medidas protetivas definidas envolvem a mudança de Victor Junqueira para Cocalzinho de Goiás, o uso de tornozeleira eletrônica e o comparecimento semanal à Justiça para comprovar as obrigações estabelecidas.

Para o advogado de Luciana Sinzimbra, trata-se de uma segunda chance para Victor Junqueira. “A revogação da prisão dele se deu em razão de entender que ele merece uma segunda chance. Uma oportunidade de recomeçar a vida”, afirmou.

Victor Junqueira deve permanecer em Anápolis até quinta-feira (18). A partir de sexta-feira (19), ele já deve estar em Cocalzinho de Goiás, segundo o assistente de acusação Eduardo Moura.

Agressão


A agressão aconteceu no dia 14 de dezembro do ano passado, no apartamento em que Luciana mora, em Goiânia (veja acima). No vídeo, Victor, que é filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípides Junqueira, senta em frente à vítima e dá um forte tapa no rosto dela, que cai na cama. Ela pede várias vezes para que o namorado vá embora, mas ele se recusa e dá socos, empurrões e puxões de cabelo.
Victor foi denunciado no dia 24 de junho por violência doméstica no âmbito da Lei Maria da Penha, lesão corporal, ameaça e violação de domicílio.

Em fevereiro, mesmo com uma medida protetiva o proibindo de manter contato com Luciana, Victor enviou mensagens para o telefone dela. Na ocasião, a Justiça determinou que ele fosse monitorado com tornozeleira eletrônica e não se aproximasse a menos de 300 metros dela.

A defesa do piloto alegou que a ligação foi feita pela mãe do Victor com o celular dele, sem que ele soubesse ou autorizasse.

Fonte: G1

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: