Capa da Página Audiência com cara de clássico: Rafael tenta romper com o Cruzeiro e pode ir para o Atlético - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 29º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Audiência com cara de clássico: Rafael tenta romper com o Cruzeiro e pode ir para o Atlético

15/02/2020 às 09:00h

Facebook

Bicampeão brasileiro (2013 e 2014) e da Copa do Brasil (2017 e 2018) e hexacampeão mineiro (2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019). Depois de 12 temporadas consecutivas, numa história iniciada em 2008, quando subiu do time sub-20 como campeão da Copa São Paulo e Brasileiro da categoria no ano anterior, o goleiro Rafael pode ter encerrada nesta sexta-feira sua história no Cruzeiro. Mais do que isso, ele pode ter iniciada a sua trajetória no maior rival, o Atlético.

Em audiência na Justiça do Trabalho, o jogador tenta na tarde desta sexta-feira a rescisão de seu contrato com o clube, que não cumpriu várias obrigações trabalhistas a partir do segundo semestre do ano passado, consequência da grave crise financeira atravessada pelo Cruzeiro.

A ida de um jogador do Cruzeiro para o Atlético, ou do Atlético para o Cruzeiro, por toda a rivalidade que envolve os dois clubes, tem sempre um contexto histórico. E o que envolve Rafael é sem dúvida a vingança.

Sim, há dois anos o futebol mineiro vivia a empolgação da torcida cruzeirense com a volta de Fred ao clube para comandar o ataque de um time que iniciava 2018 favorito a tudo e que terminou o ano, sem ele em campo, pois o centroavante sofreu uma grave lesão no joelho, faturando os inéditos bi (em sequência) e hexa (geral) da Copa do Brasil.

E a empolgação não era apenas pela volta do até então ídolo Fred, que no próximo dia 19 também tem audiência na Justiça do Trabalho contra o Cruzeiro. O fato de ele ter saído do Atlético direto para a Toca da Raposa II tornava especial o seu retorno.

Principalmente porque jogador e clube empurravam com a barriga, o que fazem até hoje, o pagamento de uma multa de R$ 10 milhões estipulada pelo Atlético em sua rescisão caso seu destino fosse o rival Cruzeiro. O caso está na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD).

TROCO
Além da questão técnica, pois o técnico Rafael Dudamel pediu a contratação de outro goleiro com a venda de Cleiton ao Red Bull Bragantino, e Rafael tem muita qualidade, é impossível tirar da sua ida para a Cidade do Galo o sabor da vingança.

A pessoas próximas, o presidente do Núcleo Transitório Dirigente do Cruzeiro, Saulo Fróes, confidenciou que sabe ser para o comando atleticano a chance de um troco contratar Rafael.

E a Cidade do Galo aparece como destino provável pelo fato de ele ter se casado recentemente, em janeiro deste ano, e da sua esposa ter vida consolidada em Belo Horizonte. Desta forma, ele não pretende sair da cidade, mesmo com outros clubes, como Grêmio, Palmeiras e até Santos terem demonstrado interesse na sua contratação.

BRIGA

Outra questão que não pode ser descartada do processo de Rafael é o fato de seu agente ser Fábio Mello, acusado por Vitorio Mediolli, quando integrante do Núcleo Dirigente Transitório, de furtar documentos na sede do clube após uma reunião para tratar de questões relativas ao goleiro e ao zagueiro Fabrício Bruno, também representado por ele.

Não será uma audiência qualquer. E Rafael terá esta tarde mais um capítulo na história que já construiu no futebol mineiro graças às suas conquistas com a camisa cruzeirense, o que agora pode ser passado, principalmente se o futuro for mesmo na Cidade do Galo.

Fonte: Hoje em Dia

Vinnicius Silva/Cruzeiro

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: