Capa da Página Polícia Militar de Pará de Minas é acionada para separar briga em posto de combustíveis - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

22/02/2020 às 09:17h

Polícia Militar de Pará de Minas é acionada para separar briga em posto de combustíveis

Facebook

Na madrugada dessa sexta-feira (21), a Polícia Militar compareceu ao pátio de um posto de combustíveis da avenida Ovídio de Abreu, bairro Belvedere, em Pará de Minas, onde dois solicitantes de 24 e 29 anos relataram aos policiais que indivíduos não identificados, que frequentavam o local, entraram em atrito com eles por motivos banais e, logo após, os agrediram com socos e chutes, sendo o jovem de 29 anos mais atingido, chegando a ficar desacordado.

As vítimas disseram não conhecer os agressores, que seriam da cidade de Nova Serrana e que antes de fugir do local, eles bateram, de forma voluntária, a traseira do veículo GM Corsa, ocupado por eles, contra a porta da caminhonete de uma das vítimas, causando alguns amassados na lataria.

Um dos autores deixou cair no local dos fatos o seu telefone celular, através do qual foi identificado pelos militares como um jovem de 26 anos, morador do bairro Santos Dumont, em Pará de Minas.

Os militares chegaram a falar com o autor por telefone, o qual admitiu as agressões contra as vítimas, disse estar arrependido, mas não se prontificou a se apresentar aos policiais para as demais providências. Seus dados foram anotados no Relatório de Evento de Defesa Social, para as demais providências a cargo da Polícia Civil.

As vítimas foram orientadas quanto as demais medidas a serem tomadas. A vítima de 29 anos foi socorrida pelos Bombeiros Militares à UPA 24 horas, com ferimentos leves.

A Polícia Militar que já atuava no pátio do referido posto, visando coibir atividades de perturbação do sossego e da tranquilidade pública, está intensificando o policiamento no local em função de um Ofício do Ministério Público, solicitando intensa fiscalização no local devido às práticas mencionadas.

.

Por Henrique Silva


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: