Capa da Página Seis perguntas para Poliana - Cultura - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 12º MIN 25º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Cultura

08/06/2022 às 20:21h

Seis perguntas para Poliana

Facebook

Conheci a Poliana Pereira quando eu dirigia um espetáculo teatral chamado “A Via Crucis: nas quatorze estações a vida e morte do Rei dos Judeus”, texto de minha autoria, por volta de 2002. Recentemente nos reencontramos num evento na Faculdade de Pará de Minas – Fapam, quando tomei conhecimento de que ela era autora de um livro sobre fé e peregrinação. Fiquei felicíssimo com a novidade e, claro, convidei-a para uma entrevista e registrar este momento.

JRP - Você lançou um livro recentemente. Qual é o tema do livro?

PP - “Histórias, Vivências e Milagres no Caminho da Fé” é um livro motivacional, de inspiração e crescimento pessoal e espiritual. A história de cada pessoa é importante! Esta obra contém histórias reais e profundas de peregrinos e donos de pousadas que, no Caminho da Fé, puderam ter um reencontro consigo e com sagrado. Este livro é um exercício de reflexão sobre a nossa existência, sobre a importância de estarmos conectados aos nossos valores, ao sagrado e aos outros. Os fatos nos trazem conhecimentos, mas as histórias conduzem à sabedoria!

JRP - Foi durante sua caminhada até Aparecida do Norte, SP, que você teve a ideia de escrever o livro ou você fez a caminhada para maturar sua intenção?

PP - Conheci o “Caminho” pela primeira vez em julho de 2019 e durante a minha jornada junto com a Cindy (minha cadela Golden) eu ficava imaginando o quanto ele é lindo e traz sentimentos grandiosos interiormente. Eu queria que as pessoas pudessem sentir pelo menos um pouquinho do que eu senti. Eu queria que o “Caminho” pudesse ser mais conhecido, que as pessoas pudessem desfrutar dele e o que ele é capaz de gerar interiormente. Então, após minha primeira peregrinação, eu já voltei determinada a escrever um livro que falasse sobre o “Caminho” e as pessoas que nos acolhem enquanto caminhamos. Voltei ao “Caminho” em dezembro de 2019 e passei 27 dias caminhando e ouvindo histórias de superação e fé junto com Cindy.

JRP - Quem precisa ler este livro?

PP - É um livro de fácil leitura e compreensão, indicado para adolescentes, adultos e idosos. Para as pessoas que desejam conhecer o Caminho da Fé e querem percorrê-lo. Para aqueles que desejam conhecer, mas que por alguma limitação não podem, vão conseguir peregrinar mentalmente. Para aqueles que gostam de histórias reais de superação. E sobretudo para quem tem fé em Nossa Senhora Aparecida.

JRP - Comente sobre uma passagem que te marcou profundamente durante o processo.

PP -O Caminho da Fé em si é um local que me marca muito. Ouvi muitas histórias e vivenciei o inimaginável junto com a Cindy. O que sempre me marca no “Caminho” é o amor e a generosidade das pessoas. Fazer uma peregrinação com um cão não é fácil, mas o amor e a generosidade dos outros para comigo e Cindy nos fizeram chegar mais longe. E ter um amor de quatro patas ao seu lado é uma sensação indescritível.

JRP - PP

PP - Ter fé em si, ter fé no outro, ter fé no sagrado. Com fé se chega a lugares inimagináveis.

JRP - Onde encontrar seu livro?

PP - No site Clube dos Autores e no Amazon.

***

Poliana, adoramos a entrevista. Muito obrigado.

Por José Roberto Pereira

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: