Capa da Página Cruzeiro se aproxima de acordo com o empresário de David e Éderson para encerrar ações na Justiça e liberar jogadores - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 15º MIN 21º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro se aproxima de acordo com o empresário de David e Éderson para encerrar ações na Justiça e liberar jogadores

08/02/2020 às 09:00h

Facebook


O Cruzeiro está próximo de um acordo com o empresário André Cury, que representa os jogadores David e Éderson. Segundo Carlos Ferreira, interlocutor do futebol com o conselho gestor do clube, ainda faltam pequenos detalhes para o desfecho desse imbróglio.

"Vou estudar todas as possibilidades, mas eu acredito que não vai ter problema, não. A gente vai fechar. Até o momento ainda não está certo. Mas vamos torcer para um final feliz", disse Carlos, em contato com o Superesportes.

"Ainda tem alguns pequenos detalhes para resolver. Mas está dentro disso aí. Mas ainda tem alguns nuances para ser debatido ainda", acrescentou.

No acordo que está sendo alinhado, Ederson e David retirariam as ações na Justiça e perdoariam dívidas do clube (cerca de R$ 2 milhões). O Cruzeiro receberia R$ 3 milhões de André Cury e ainda abateria R$ 3,8 milhões de dívidas que mantém com o empresário.

Segundo Cury, a Raposa tem débito com ele de R$ 12 milhões por agenciamentos que não foram quitados. Por sua vez, a diretoria celeste diz que esse valor precisa ser apurado.

André Cury confirmou que aumentará a proposta para finalizar o negócio. Nesta semana, ele se reuniu com o clube e ofereceu R$ 2 milhões para o Cruzeiro.

"O Cruzeiro foi em uma rádio e falou que faria um acordo se fossem os R$ 3 milhões e as retiradas das ações. Então, é isso que vamos fazer. Se for isso que o Cruzeiro quer, vamos fazer o negócio", frisou o empresário, em contato com a reportagem.

David e Éderson entraram com ações trabalhistas contra o Cruzeiro pedindo rescisão indireta dos contratos por causa dos atrasos de salários, férias e FGTS. O atacante cobra R$ 8,5 milhões, enquanto o volante, R$ 5 milhões na Justiça do Trabalho.

David conseguiu a rescisão liminar na Justiça e acertou com o Fortaleza. Éderson ainda espera decisão da Justiça e segue sem clube.

David

David, de 24 anos, foi contratado pelo Cruzeiro ao Vitória em janeiro de 2018, por R$ 10 milhões. Na ocasião, o banco BMG auxiliou na compra de 70% dos direitos econômicos (divididos em partes iguais de 35% entre o clube celeste e o Coimbra). Foram raros os bons momentos do atacante, que marcou apenas quatro gols em 72 jogos.

Éderson

Já Éderson, de 20 anos, tem 60% dos direitos econômicos ligados ao Cruzeiro. Adquirido ao Desportivo Brasil, de São Paulo, por R$ 1,25 milhão (parte do valor ainda não foi pago), o volante foi um dos poucos destaques na participação desastrosa do time celeste no Campeonato Brasileiro - rebaixado à Série B em 17º lugar, com 36 pontos em 38 rodadas. Em 21 jogos na competição, ele marcou dois gols.

Fonte: Super Esportes

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: