Capa da Página Sérgio Rodrigues supera Ronaldo Granata e é eleito novo presidente do Cruzeiro - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 8º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Sérgio Rodrigues supera Ronaldo Granata e é eleito novo presidente do Cruzeiro

22/05/2020 às 09:02h

Facebook

Sérgio Santos Rodrigues, de 37 anos, é o novo presidente do Cruzeiro. Em eleição nesta quinta-feira, ele superou o adversário Ronaldo Granata, da chapa “Cruzeiro Primeiro”, e foi eleito ao lado dos vices-presidentes Lidson Potsch Magalhães e Biagio Pelluso para mandato que terá duração de sete meses - 1º de junho a 31 dezembro de 2020.

Sérgio Rodrigues, da chapa Centenário, venceu o oponente Ronaldo Granata com folga, com 269 votos contra 74. Houve ainda sete votos em branco e um nulo.

Tão logo a vitória foi confirmada, Sérgio registrou sua emoção de assumir o Cruzeiro, mesmo numa fase tão difícil. "É indescritível, é um grito guardado na garganta há três anos. O torcedor pode ter certeza que eu saí da mesma arquibancada que eles, eu sempre estive em campo também, com pai conselheiro do Cruzeiro. Representar vocês é algo fora do comum, então não tenha dúvida que com muita garra e ainda mais determinado para a gente poder sair dessa situação difícil. A gente precisa de paz, a gente precisa que a torcida nos abrace e acredite no nosso projeto para que o clube suba para a Série A no ano que vem e a gente tenha um belo centenário".

O dia de eleição do Cruzeiro foi tenso. Muitos torcedores se aglomeraram na porta do Parque Esportivo do Barro Preto para protestar contra os conselheiros. O ex-presidente Zezé Perrella e o ex-diretor-geral Sérgio Nonato foram os principais alvos dos torcedores. O único ovacionado foi Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH e patrocinador do clube.

Advogado, Sérgio tem longo currículo no Cruzeiro. Já foi assessor jurídico da presidência, superintendente de negócios internacionais e superintendente de futebol. Seu currículo também registra cursos na Universidade do Futebol e na CBF. Fiz um MBA de Gestão de Entidades Desportivas no Real Madrid.

Essa foi a segunda vez que Sérgio se candidatou à presidência do Cruzeiro. Na última eleição encabeçou a chapa apoiada pelos irmãos Zezé Perrella e Alvimar de Oliveira Costa, mas acabou derrotado por diferença de 35 votos para Wagner Pires de Sá.

Pedrosa eleito no Conselho
Nesta quinta-feira, Paulo César Pedrosa foi eleito presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, com 112 votos, dez a mais que Giovanni Marcos Baroni (102). O terceiro colocado no pleito foi Paulo Sifuentes, com 99 votos. Já Luis Carlos Rodrigues teve 34 votos.
Desafios do novo presidente
Sérgio Santos Rodrigues terá a missão de conduzir o Cruzeiro em um desafio inédito de sua trajetória: a Série B do Campeonato Brasileiro. O mandatário eleito terá a responsabilidade de organizar um time que começou mal a temporada e garantir que ele seja recolocado na elite do futebol brasileiro, mesmo tendo, possivelmente, que iniciar a competição com menos seis pontos em função de punição da Fifa por dívida contraída em 2016 e não quitada.

Dívidas emergenciais


E há outras dívidas emergenciais. O novo presidente precisará equacionar pendências com clubes do exterior, que cobram débitos na Fifa, para evitar perda ainda maior de pontos na Série B e até um iminente rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que dois dias antes da posse, em 29 de maio, o Cruzeiro precisa quitar um valor em aberto pela compra do atacante Willian Bigode, hoje no Palmeiras. O montante está na casa dos R$ 11 milhões.

Salários atrasados


Embora o Conselho Gestor, que assumiu a administração do Cruzeiro em dezembro, garanta que há possibilidade de pagar todos os salários de jogadores - duas folhas estão atrasadas - antes de 'passar o bastão', o novo presidente terá que restabelecer a segurança do elenco. Nos últimos anos, o clube viveu grande instabilidade financeira e não conseguiu honrar com os compromissos em diversas oportunidades.

Reestruturação de departamentos

Diferentemente de um Conselho Gestor, que já assumiu o clube com dirigentes orientados a realizar funções em departamentos específicos, o novo presidente precisará reestruturar cada uma das áreas, como financeiro, marketing, comercial, e encontrar novos profissionais. A escolha certeira será fundamental para que o clube consiga voltar a funcionar em sua plenitude.

Nova gestão

Sem um diretor dedicado desde que Ricardo Drubscky foi promovido ao departamento profissional, as categorias de base do Cruzeiro precisarão ser reformuladas. Caberá ao novo presidente dar maior atenção à Toca da Raposa I, que poderá gerar receitas para ajudar o clube a sair do caos financeiro em que se encontra.

Projeto do centenário

Embora não tenha confirmação de que será o presidente do centenário, o novo mandatário do Cruzeiro ficará responsável por todo o planejamento para 2021, ano em que o clube completará 100 anos. Caberá ao presidente eleito viabilizar (até financeiramente) as comemorações, a criação de um possível museu ou memorial, jogo festivo, entre outras possibilidades de festa.

Fonte: Super Esportes

Foto: TV Cruzeiro / Reprodução

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: