Capa da Página Walmart se junta à Microsoft em oferta por TikTok, diz TV - Tecnologia - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 13º MIN 18º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Tecnologia

31/08/2020 às 09:25h

Walmart se junta à Microsoft em oferta por TikTok, diz TV

Facebook

O Walmart está se juntando à Microsoft na oferta para a compra do aplicativo de vídeos TikTok.

A varejista anunciou a parceria em um comunicado para veículos americanos, incluindo a Bloomberg e a CNBC.

"A maneira como o TikTok integrou as capacidades de e-commerce e publicidade em outros mercados é um benefício claro para criadores e usuários nestes locais", disse um porta-voz à CNBC.

"Acreditamos que uma potencial relação com o TikTok nos EUA em parceria com a Microsoft poderia adicionar essa funcionalidade chave e oferecer ao Walmart uma maneira importante de alcançar e servir consumidores", continuou.

Na manhã desta quinta-feira (27), o diretor-executivo do TikTok, Kevin Mayer, pediu demissão.

Mayer afirmou em uma carta aos funcionários que o "entorno político mudou drasticamente" nas últimas semanas, segundo informou a agência France Presse.

A relação entre TikTok e EUA
No início do mês, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, impôs um decreto que proíbe qualquer tipo de transação com o aplicativo de vídeo e sua controladora chinesa ByteDance a partir de 20 de setembro.

O TikTok afirmou no fim de semana que entraria na justiça contra o decreto.

Autoridades dos EUA têm mostrado preocupação de que as informações sobre usuários do aplicativo possam ser repassadas ao governo da China.

O TikTok afirma que "nunca compartilhou dados dos usuários com o governo chinês, nem censurou o conteúdo a seu pedido".

Além do decreto do dia 6 de agosto, Trump emitiu ordem em 14 de agosto dando à ByteDance 90 dias para vender as operações do TikTok nos EUA.

Outras empresas como a Oracle e Twitter demonstraram interesse na aquisição do app.

A Microsoft, no entanto, tem aparecido na dianteira das negociações. A aquisição envolveria as operações do TikTok nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Microsoft e Walmart possuem relações há dois anos, quando a varejista adotou a plataforma de computação na nuvem Azure e as soluções empresariais do Microsoft 365.

A parceria tinha como objetivo fortalecer as duas companhias na competição com a Amazon, que atua como varejista e também oferece soluções de computação na nuvem.

“Estamos confiantes de que uma parceria entre o Walmart e a Microsoft atenderá às expectativas dos usuários do TikTok nos Estados Unidos e, ao mesmo tempo, atenderá às preocupações dos reguladores dos Estados Unidos”, disse o Walmart.

Aplicativo
O TikTok é um aplicativo gratuito, uma espécie de versão resumida do YouTube. Os usuários podem postar vídeos de até um minuto e escolher entre um enorme banco de dados de músicas e filtros. Geralmente, os vídeos têm sincronização labial de músicas, cenas engraçadas e truques de edição incomuns.

A plataforma explodiu em popularidade nos últimos anos, principalmente com pessoas com menos de 20 anos.

Esses vídeos são disponibilizados para seguidores, mas também para estranhos. Por padrão, todas as contas são públicas, embora os usuários possam restringir os uploads para uma lista aprovada de contatos.

Quando um usuário tem mais de mil seguidores, ele também pode fazer transmissões ao vivo para seus fãs e aceitar presentes digitais que podem ser trocados por dinheiro.

Fonte: G1

Foto: Dado Ruvic/Reuters

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: