Capa da Página Procissão das almas - - Cultura - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 20º MIN 24º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Cultura

17/01/2020 às 21:15h

Procissão das almas

Facebook


As procissões realizadas de madrugada, durante a quaresma, onde os penitentes se supliciavam e os gemidos ecoavam nas noites escuras; tochas acesas iluminavam as ruas e havia batida de bastões nas calçadas, correntes eram arrastadas e os participantes usavam compridas e esvoaçantes roupas medievais, impressionavam e provocavam medo gerando muitas lendas que são contadas até hoje em Ouro Preto, Sabará e ouras cidades do interior de Minas.

A procissão das almas é muito tradicional e em muitos locais ela ainda acontece. É realizada de madrugada e poucos são os corajosos que participam deste rito. Eles vão cantando e por vezes se ouvem vozes femininas atrás do cortejo. Ninguém pode olhar para trás para não perturbar a oração das almas. Elas estão cumprindo sua pena e não devem ser interrompidas por nada.
Todos conhecem o perigo de se sair nas ruas tarde da noite durante a quaresma, ou mesmo abrir uma janela para bisbilhotar. Mas tem gente curiosa que prefere correr os riscos. Assim era uma certa senhora, moradora de uma casa defronte a igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto. Nada lhe escapava. Sabia de tudo e da vida de todo mundo.

Certa noite, ela ouviu barulho na rua parecendo que uma multidão passava defronte sua casa. Escutou gemidos, orações sussurradas e arrastar de correntes. Não resistiu. A curiosidade venceu o medo. Abriu a janela de supetão e, para seu susto, deu de cara com uma procissão. Em plena madrugada, passava uma procissão muito concorrida, onde todas as pessoas levavam uma vela acesa na mão e as mulheres véus brancos ou pretos na cabeça. Alguns homens traziam pesos no pescoço, outros iam com os pés descalços.

 A mulher ficou intrigada e chamou uma pessoa que acompanhava a procissão e perguntou o que era aquilo. A resposta foi assustadora: -É a procissão das almas. Dizendo isto, ela entregou sua vela acesa para a mulher curiosa que ficou muda de espanto. Assim permaneceu, paralisada na janela até de manhã, quando foi acordada por seus familiares. Ela estava debruçada na janela segurando um osso de canela humana nas mãos!

Dizem os antigos, que a meia noite é a hora das almas pagarem suas penas. É por isto que tudo de ruim acontece nesta hora e os mais velhos recomendam não sair de casa de madrugada.

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: