Capa da Página Por meio de Mandado Judicial, Turi segue sem o agente de bordo - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 9º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

20/07/2019 às 09:00h

Por meio de Mandado Judicial, Turi segue sem o agente de bordo

Facebook

A Turi – Transporte Urbano Rodoviário e Intermunicipal Ltda – responsável pelo transporte público do município conseguiu junto a 2ª Vara Cívil da Comarca de Pará de Minas um Mandado de Segurança em que autoriza a empresa a atuar sem o cobrador, ou seja, apenas com o motorista realizando dupla função.

Isso se deu porque há cerca de dois anos a Câmara Municipal de Pará de Minas aprovou a Lei 6.058 – mais tarde sancionada pelo prefeito Elias Diniz (PSD) – a qual obriga a presença do agente de bordo no transporte público municipal.

Como a empresa não vem cumprindo a Lei, a mesma tem recebido diversas notificações, ao que tudo indica, todas ignoradas, uma vez que a Turi insiste em manter apenas o motorista em boa parte da frota.

Francisco Ferreira Borges, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Pará de Minas, conversou com a reportagem do Jornal da Cidade e afirma ser contrário a dupla função de motoristas:

Clique e ouça Francisco Borges

Quanto as negociações de melhorias para a categoria, Francisco Borges disse que aguarda um posicionamento da Prefeitura e da Câmara Municipal de Pará de Minas para dar continuidade nas conversas:

Clique e ouça Francisco Borges

Procurado pela nossa reportagem, o Procurador-Geral do Município, Júlio César de Oliveira explicou que a Prefeitura de Pará de Minas não pode fazer nada para mudar a decisão judicial que deve ser cumprida.

Por Samuel Ramos


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: