Capa da Página Irmã de Jairinho diz que vereador mudou versão sobre morte de Henry - Destaques - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 9º MIN 23º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Destaques

16/04/2021 às 08:00h

Irmã de Jairinho diz que vereador mudou versão sobre morte de Henry

Facebook

A fisioterapeuta Thalita Fernandes Santos, de 42 anos, irmã de Dr. Jairinho, contou à polícia, na quarta-feira (14), que o irmão mudou de versão à medida que surgiam notícias sobre a morte do menino Henry Borel. Segundo Thalita, primeiro Jairinho falou a ela que o menino Henry Borel morreu ao cair da cama.
Inicialmente, Jairinho teria dito que Henry passou mal, mas mudou a versão com a divulgação dos laudos técnicos da perícia.

Thalita negou, no depoimento, que tenha sido informada pela babá de Henry, Thayná Ferreira, que o irmão batia no menino.

Em seu depoimento, a babá disse que contou à Thalita que a criança era agredida, mas que a irmã de Jairinho a interrompeu: "Você não vai ser a juíza do caso do meu irmão", disse Thayná à polícia contando o que ouviu da fisioterapeuta.

Segundo Thalita, em nenhum momento, soube de relato de agressões praticadas por Jairinho contra qualquer criança e nem que o irmão tenha ficado trancado com Henry em seu quarto. Diferente do relato feito pela babá da criança, Thayná Ferreira.

Thalita disse ainda que foi o advogado André França Barreto que pediu a ela para fazer contato a Thayná e à empregada Leila Rosângela de Souza, a Rose, que trabalhava no apartamento de Jairinho e de Monique Almeida, mãe de Henry.

Thalita fez aniversário em 8 de março, mesmo dia em que Henry morreu. Segundo ela não houve comemoração de aniversário.

A fisioterapeuta afirmou que o irmão não tinha feito qualquer comentário sobre Henry mas Monique havia contado que levava o filho ao psicólogo. Segundo ela, nunca houve nada de anormal neste relacionamento.

Fonte: G1

Foto:  Reprodução

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: