Capa da Página Atuação medíocre e jogo terrível: Ney Franco analisa nova derrota do Cruzeiro na Série B - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 31º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

'Atuação medíocre' e 'jogo terrível': Ney Franco analisa nova derrota do Cruzeiro na Série B

09/10/2020 às 09:40h

Facebook

Ney Franco não poupou críticas aos jogadores pela atuação do Cruzeiro na derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, nesta quinta-feira, no Mineirão. O treinador admitiu que, diferentemente das últimas partidas, nem sequer ‘lampejos’ puderam ser observados no sétimo revés celeste na Série B do Campeonato Brasileiro. Ele também fez uma auto-crítica na entrevista coletiva pós-jogo.

“Tanto no primeiro tempo como no segundo a gente fez um jogo terrível aqui no Mineirão nesta noite”, disse. “Tirando o jogo contra a Ponte Preta, a gente teve alguns lampejos na organização da equipe nas partidas em que fomos derrotados. Eu, particularmente, não acho que teve sequer lampejo hoje. Conversamos com os atletas no vestiário. Não tem como justificar. A derrota, tudo bem, você pode perder um jogo dentro de casa, mas a gente não tem como explicar o jogo da forma que perdemos hoje”, analisou.  

“A gente teve vários erros. Uma equipe que não teve força ofensiva. Defensivamente também foi muito exposta. Ficamos no meio do caminho, querendo atacar o adversário, mas não coordenadamente. E o adversário, mais uma vez, explorou o contra ataque e a gente paga. Mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. A gente jogou muito abaixo do período que estou trabalhando aqui”, complementou.

Apático, o Cruzeiro acumulou mais uma atuação vexatória na Série B. Pobre de ideas, desorganizado, o time de Ney Franco conseguiu ser dominado, em pleno Mineirão, para o Sampaio Corrêa, que também briga para se afastar do Z4 da competição nacional.

“É difícil achar explicações para justificar uma derrota como essa. Essa foi a minha fala no intervalo do jogo (...) Equipe mal posicionada dentro de campo, descordenada. Hoje foi um jogo onde o treinador sai com uma grande parcela de culpa. Bater no peito, ajustar, cobrar mais da gente, dos jogadores, para que a gente não repita uma atuação tão medíocre como tivemos hoje”, finalizou Ney Franco.

Com o resultado, o Cruzeiro (que soma 11 pontos) foi ultrapassado pelo Sampaio Corrêa, caiu para o 18º lugar e se afundou na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Primeiro time fora do Z4, o Botafogo-SP tem 14 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro encara outro concorrente direto na parte de baixo da tabela. O adversário será o Oeste, em jogo marcado para domingo, às 16h, na Arena Barueri. Até lá, como forma de fugir da pressão, o time celeste realizará a preparação em Atibaia, também no interior de São Paulo.

Totalmente apático, desorganizado e sem ideias, o Cruzeiro deu novo vexame na noite desta quinta-feira. Em pleno Mineirão, o time de Ney Franco foi derrotado por 2 a 1 pelo Sampaio Corrêa pela Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols do Tubarão foram marcados por Roney e Caio Dantas. Manoel descontou para os donos da casa.

Com o resultado, o Cruzeiro (11 pontos) foi ultrapassado pelo Sampaio Corrêa, caiu para o 18º lugar e se afundou na zona de rebaixamento da Série B . Primeiro time fora do Z4, o Botafogo-SP tem 14 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro encara outro concorrente direto na parte de baixo da tabela. O adversário será o Oeste, em jogo marcado para domingo, às 16h, na Arena Barueri. Até lá, como forma de fugir da pressão, o time celeste realizará a preparação em Atibaia, também no interior de São Paulo. O Sampaio Corrêa mede forças com o Botafogo-SP, também no domingo, mas  às 18h, no Castelão, em São Luis-MA.

O Cruzeiro fez mais um tempo inicial vexatório no Mineirão. Desorganizado, sem ideias e aparentemente sem gana, o time de Ney Franco conseguiu ser amassado pelo Sampaio Corrêa em determinado período. Com marcação frouxa em linha alta, não gerou qualquer dificuldade para o adversário, que conseguiu construir suas jogadas.

Aos 12’, após falha do sistema defensivo celeste, Roney abriu o placar para o Tubarão. Ele recebeu no lado esquerdo, entrou na área com a bola dominada e finalizou sem chances para Fábio. 1 a 0. O Sampaio Corrêa dominou a partir daí. Aproveitou o psicológico totalmente abatido do Cruzeiro e foi dono das principais ações ofensivas da partida.

Os visitantes estavam mais próximos de ampliar o placar, quando uma jogada de bola parada amenizou a situação do Cruzeiro. Aos 39’, em falta marcada quase no meio-campo, Filipe Machado cobrou na cabeça de Manoel, que encobriu o goleiro Gustavo. 1 a 1. Apesar do tento, o zagueiro deixou o campo reconhecendo a atuação abaixo da crítica. “Precisamos mudar a postura”, disse.

Mas nada mudou. O Cruzeiro voltou do intervalo ainda mais passivo, dando todo espaço que os adversários queriam para avançar. Aos 13’, Pimentinha conduziu a bola pelo lado esquerdo até a entrada da área, sem ser assustado por Giovanni, e deu assistência a Caio Dantas. Livre de marcação, ele encaixou a bola no canto direito do gol de Fábio. 2 a 1.

Sem repertório, o Cruzeiro ficou ainda mais entregue dentro de campo. Ney Franco fez as cinco substituições antes dos 34’, mas nada foi capaz de melhorar a produção do time. Aos 39’, após cruzamento de Sassá, o goleiro Gustavo deu rebote para a marca do pênalti. Thiago, livre de marcação, desperdiçou. O Sampaio Corrêa, então, garantiu o resultado e ultrapassou os mineiros na classificação da Série B.

CRUZEIRO 1 X 2 SAMPAIO CORRÊA

Fonte: Super Esportes

Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: