Capa da Página Cruzeiro busca equilíbrio para contratar bons reforços sem comprometer a folha salarial - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 14º MIN 30º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

CRUZEIRO MG

Cruzeiro busca equilíbrio para contratar bons reforços sem comprometer a folha salarial

15/06/2020 às 08:45h

Facebook

Mapear bons jogadores sem a necessidade de inflar a folha salarial (atualmente na casa de R$ 3 milhões). Esse é o desafio do Cruzeiro na busca por reforços visando ao principal objetivo na temporada, o acesso da Série B para a A. Em participação neste domingo no programa Mesa Redonda, da Rádio Itatiaia, o técnico Enderson Moreira apresentou um discurso de compreensão à delicada realidade financeira do clube, cuja dívida total supera R$ 800 milhões. Como exemplo, citou as saídas do lateral-direito Edilson e do meia Robinho, atletas experientes que faziam parte dos planos da comissão técnica, mas com remunerações muito acima das possibilidades de uma equipe da segunda divisão.

“Tivemos duas perdas agora, do Edilson e do próprio Robinho, com quem a gente contava também. Mas é uma opção de um lado muito financeiro, e a gente tem de aceitar isso nesse momento. O que a gente precisa é de tranquilidade para desenvolver o trabalho. Isso vem muito quando temos os pagamentos em dia, com condições de todo mundo ficar tranquilo e não pensar em outra coisa a não ser dar o máximo pelo clube”.

Contratado em 18 de março para substituir Adilson Batista, Enderson Moreira ainda não teve a oportunidade de observar o Cruzeiro em situação de jogo, já que o futebol está paralisado há quase três meses em função da pandemia do novo coronavírus. O atual grupo conta com vários jovens promovidos do sub-20, bem como alguns remanescentes do time rebaixado no Brasileiro de 2019. Na visão do treinador, os garotos podem evoluir nos treinamentos, o que não exclui a necessidade de analisar o mercado para reforçar setores específicos. É aí que entrará em cena a expertise da diretoria celeste.

“Temos posições carentes, estamos avaliando muito o mercado e não podemos ser irresponsáveis neste momento. Passamos por grande crise, então não temos condições de fazer um movimento que não poderemos cumprir futuramente. Precisamos ir atrás de bons atletas, com boa qualidade, que possam nos dar uma resposta positiva no momento, mas sem onerar demais o clube. São dois projetos que precisam caminhar de forma equilibrada: dentro de campo, com retorno técnico que todos esperam, e a sustentação fora de campo, com o presidente (Sérgio Santos Rodrigues), o Ricardo (Drubscky, diretor de futebol), o Deivid (diretor técnico) e o (André) Argôlo (diretor-executivo)”.

Enderson diz que os torcedores cruzeirenses esperam uma equipe tecnicamente qualificada e com a proposta de sempre jogar para frente. Baseado no desejo dos aficionados do clube, o comandante foca tanto na procura por contratações quanto na recuperação de atletas que ainda não emplacaram boas atuações com a camisa azul.

“Estamos buscando no mercado. Talvez a gente não consiga fazer tantos investimentos em termos de compras, mas estamos com a cabeça muito clara do que precisamos neste momento. Estou apostando muito que quando conseguirmos dar padrão à equipe, essa forma de jogar, e os jogadores compreenderem isso, teremos uma transformação enorme de muitos atletas que talvez o torcedor tenha na cabeça que não dá para o Cruzeiro. Ele pode ter opinião contrária nesse retorno. É a minha expectativa, é o que penso. Mas não abrimos mão de buscar atletas com boa qualidade que representem bem a história do clube”.

Desde a chegada de Enderson Moreira, o Cruzeiro anunciou o meia Régis, do Bahia, em 17 abril. Com relação a sondagens, a direção fez consultas pelo lateral-esquerdo Victor Luís, do Palmeiras, e o lateral-direito Daniel Guedes, do Santos. Houve também contato com Lucas Romero, ex-volante do clube, que pertence ao Independiente, da Argentina.

Em recente entrevista à Rádio Super, o presidente Sérgio Santos Rodrigues afirmou que espera a retomada do futebol para anunciar novidades. “Estamos negociando, mas esperando um pouquinho também para ver essa questão da volta do futebol, porque não faz sentido a gente fazer contratação agora, pagando salário, com os treinos começando. Mas virá (contratação), o torcedor pode ter certeza”.

Fonte: Super Esportes

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: