Capa da Página Lisca explica polêmicas contra o Cruzeiro e dispara: ‘Nos humilharam quando estavam ganhando - Esporte - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 8º MIN 23º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Esporte

AMÉRICA MG

Lisca explica polêmicas contra o Cruzeiro e dispara: ‘Nos humilharam quando estavam ganhando'

04/05/2021 às 08:00h

Facebook

Um dos personagens da vitória da vitória do América por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro, neste domingo (2), no Mineirão, foi o técnico Lisca.

O comandante do Coelho se envolveu em uma série de discussões durante o duelo, tanto com a arbitragem quanto com os jogadores e membros da comissão técnica da Raposa.

O goleiro Fábio e o atacante Bruno José  foram flagrados pela transmissão de TV em bate-bocas acalorados com o treinador alviverde durante a partida.

Já o árbitro Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira advertiu Lisca com o cartão amarelo ainda no primeiro tempo.  A punição, inclusive, foi a terceira do técnico, que vai desfalcar o Alviverde na partida de volta.

Entretanto, a polêmica que mais repercutiu aconteceu após o segundo gol do Coelho, marcado por Ademir, em que Lisca comemorou fazendo gestos para o banco de reservas da equipe celeste. A atitude revoltou alguns jogadores e membros da comissão técnica da equipe celeste.

Após a partida, o treinador do Alviverde deu sua versão dos fatos, afirmando que as provocações começaram do lado azul.

“Confusão de campo é normal. O banco deles provocou, colocou mão em órgãos gênitas, falou um monte de coisas, e o América não vai mais aceitar isso. Tem provocação de lá, vai ter daqui também. Vai falar de lá, vamos falar daqui também. Quando estavam ganhando o jogo, humilharam nossos jogadores, falaram um monte de porcaria. Nós também vamos falar. O é do campo foi dentro de campo, morreu, vida que segue, futebol é assim mesmo”, disse o comandante, em entrevista coletiva.

Mudança de foco

Após o apito final, houve uma confusão na saída dos jogadores rumo aos vestiários do Gigante da Pampulha.

Muito exaltados, alguns jogadores da Raposa foram tirar satisfação com os americanos, que prontamente rebateram, formando um pequeno tumulto.

Lisca também comentou sobre esse último foco de polêmica, afirmando que a ação da Raposa naquele momento fez parte de uma estratégia.  

“A discussão fora de campo eu não vou poder falar porque eu não vi. Eu já estava no nosso vestiário. Logo que o juiz acabou o jogo eu desci tranquilamente, não tive problema com ninguém. Parece que vieram alguns jogadores do Cruzeiro, e eu vejo isso mais como desvio de foco, de uma derrota de virada, no final da partida, sempre é doloroso. Acho que eles foram experientes, para tentar desviar o foco do resultado, mas também faz parte do jogo, Graças a Deus não aconteceu nada aqui. O jogo foi resolvido dentro de campo”.

Como teve campanha melhor que o rival na fase de classificação do Estadual, o América pode perder até por um gol no jogo de volta, marcado para o próximo domingo, no Independência, que avança à decisão da competição.

Fonte: Hoje em Dia

Foto: Mourão Panda / América /

Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: