Capa da Página Procura por testes da Covid-19 cai 90% nas farmácias de Pará de Minas - Notícias - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias

22/10/2021 às 08:00h

Procura por testes da Covid-19 cai 90% nas farmácias de Pará de Minas

Facebook

Com a vacinação avançando, a procura por testes para Covid-19 vem caindo drasticamente, segundo levantamento do JC Notícias junto a algumas farmácias de Pará de Minas.

A maior porcentagem de testes feitos nos últimos dias têm sido de torcedores de Atlético e Cruzeiro, para poderem entrar nos estádios de futebol, como manda os protocolos. Fora isso, o número de testes em Pará de Minas caíram 90%, como confirma o farmacêutico Clifford Júnior, em entrevista ao Jornal da Cidade:

Clique e ouça Clifford Júnior

A taxa de incidência do coronavírus em Minas Gerais registrou queda de 35% nos últimos 14 dias. A redução dos casos, que reflete o sucesso da vacinação contra a doença no estado, foi destaque na reunião desta quinta-feira (21) do Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que acompanha a situação da pandemia em Minas.

Mais de 58% da população acima de 12 anos completou o esquema de vacinação contra a doença. E 87% dos mineiros nesta faixa etária já receberam pelo menos a primeira dose.

Em Pará de Minas, até o momento, segundo o Painel Vacinômetro do Governo Estadual, 69.411 pessoas tomaram a primeira dose da vacina, 41.243 receberam as duas doses e 2.375 tomaram a dose única. A dose de reforço foi aplicada em 2.037 idosos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, nesta sexta-feira (22), a população em geral de 40 anos e trabalhadores industriais de 35 a 37 anos estão sendo vacinados com a segunda dose, em Pará de Minas.

Sobre a dose de reforço, os idosos que completaram seis meses da data da vacinação da segunda dose, podem procurar os postos de saúde para serem imunizados.

Com relação, a imunização para adolescentes de 12 a 14 anos, ainda não foi divulgado o calendário por parte da Secretaria de Saúde.

O Ministério da Saúde anunciou a redução do intervalo entre as doses da vacina contra Covid-19, desenvolvida pela AstraZeneca. A partir de agora, o intervalo entra a primeira e a segunda dose da vacina foi reduzido de 12 semanas para 8 semanas.

Por: Kelvin Fernandes

Fotos: Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: