Capa da Página Maníaco do Tinder é preso suspeito de queimar vítima em encontro - Policial - JC Notícias Capa da Página

Icone previsão PARÁ DE MINAS - 18º MIN 28º MAX

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades

Icone IconeNotícias - Policial

25/11/2021 às 09:02h

Maníaco do Tinder é preso suspeito de queimar vítima em encontro

Facebook

Após exatos 25 dias vivendo com medo de novos ataques, a família de um jovem, de 22 anos, rapaz agredido com óleo quente, no dia 30 de outubro, poderá recomeçar.

O “Maníaco do Tinder”, suspeito de queimar o jovem durante um encontro intermediado após flertes pelo aplicativo, foi preso no dia 21 de novembro, quando tentava buscar informações da vítima no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. A Polícia Civil revelou detalhes da investigação somente nessa quarta-feira (24). O autor se passava por mulher na plataforma.

De acordo com a polícia, o “Maníaco do Tinder” já fez pelo menos três vítimas em Belo Horizonte. Segundo elas, o abusador virtual não possui um padrão específico de ataque, mas o objetivo dele é o mesmo: prejudicar, machucar e expor seus alvos na internet.

Ainda de acordo com as vítimas, todas elas procuraram a polícia e fizeram boletins de ocorrência contra o abusador virtual. Entretanto, a Polícia Civil mantém em sigilo o número de ocorrências registradas contra o acusado.

No sábado, dia 30 de outubro, foi registrado o último relato sobre o “Maníaco do Tinder” em Belo Horizonte – como foi apelidado pelas vítimas, por aplicar golpes usando o aplicativo de namoro. Segundo a mãe do rapaz agredido, que preferiu manter o anonimato por questões de segurança, o jovem de 22 anos foi enganado e caiu em uma armadilha.

O rapaz teria marcado um encontro com uma mulher que ele havia conhecido no Tinder, há três meses, porém, chegando ao local, o jovem foi surpreendido pelo perseguidor, que jogou uma panela de óleo quente no rosto e corpo dele.

O jovem conseguiu fugir e chamar a polícia. Ele foi levado para o Hospital João XXIII, com queimaduras graves pelo corpo. O rapaz ainda está internado no hospital sem previsão de alta, conforme familiares.

Além disso, depois do atentado, o agressor foi até a casa da vítima e pichou o veículo dele. Ainda conforme familiares da vítima, o homem ainda rondava a casa onde o rapaz mora com a mãe e o pai, no bairro Estrela do Oriente, em Belo Horizonte. Insatisfeito, o perseguidor começou a rondar o hospital que a vítima se encontra internada. A família da vítima chamou a polícia e o perseguidor acabou preso.

Com informações do Jornal o Tempo

Foto: Espacial FM


Galeria de fotos

Clique nas imagens para ampliar: